• Equipe João Campos

João é contra o fim da dedicação exclusiva de professores de institutos e universidades federais

O site do Sindicato dos Professores das Universidades Federais de Santa Catarina (Apufsc) cometeu um equívoco e divulgou a informação falsa de que a Comissão Externa da Câmara dos Deputados (Comex) para acompanhar os trabalhos do Ministério da Educação (MEC) iria propor o fim da dedicação exclusiva no ensino superior federal. A informação já foi desmentida e a correção foi divulgada amplamente, com texto de esclarecimento sendo postado no Jornal da Ciência e, inclusive, no próprio site do Apufsc.


Abaixo, segue o link para as matérias publicadas no Jornal da Ciência no site do sindicato dos professores de Santa Catarina:


http://www.jornaldaciencia.org.br/edicoes/?url=http://jcnoticias.jornaldaciencia.org.br/1-deputados-negam-fim-da-dedicacao-exclusiva/


https://www.apufsc.org.br/2019/11/29/deputados-negam-fim-da-dedicacao-exclusiva/


Por fim, segue a nota oficial da Comissão Externa de Acompanhamento dos Trabalhos do MEC:


"Informamos que são falsas as alegações de que a Comissão Externa de Acompanhamento do MEC, criada no âmbito da Câmara dos Deputados, estaria propondo a suposta eliminação do regime de Dedicação Exclusiva de professores de Institutos e Universidades Federais. Nenhum dos coordenadores da comissão, nem o relator, aprovou ou concordou com uma proposta desse tipo. Inclusive, essa proposta não compõe o relatório final que será apresentado pela Comissão Externa na próxima terça-feira, dia 03 de dezembro de 2019.


O Relatório apresentará uma análise extensa da gestão do MEC em 2019, tanto de aspectos estruturais (planejamento e orçamento) como de políticas públicas que afetam a educação do país diretamente. É um estudo baseado em evidências e dados do próprio governo, em grande medida, e fruto de esforços de um grande grupo de deputados que se mobilizou para acompanhar a educação do país em 2019.


Sabemos que a Dedicação Exclusiva é uma luta da comunidade científica que remonta às décadas de 1950, 60 e 70. Por isso, fortalecemos a luta pela manutenção desse direito. No mais, estamos à disposição da comunidade acadêmica e dos representantes da Educação no país para construir juntos um trabalho que compreenda as experiências de quem está na ponta, em defesa da ciência, pesquisa, ensino e valorização do magistério."


Tabata Amaral, Coordenadora da Comissão Externa

João Campos, Vice-Coordenador da Comissão Externa

Felipe Rigoni, Relator da Comissão Externa



0 visualização

Siga João nas redes sociais

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • Youtube
  • Spotify

© 2019 | João Campos